terça-feira, 13 de dezembro de 2011

It's called moving on.

Existem coisas tão paradoxais que nos deixam super felizes e nos derrubam ao mesmo tempo. Me encontro nesse momento totalmente dividida entre um sentimento de alegria, conquista, realização e esse outro, de perda, de vazio, quase como um pé na bunda que deixa a gente desnorteada, acreditando que nunca mais vai encontrar algo que recupere a felicidade que se sentia antes, a alegria que se tinha, o ânimo pra levantar da cama, o desejo por experiências novas.

É engraçado que conseguir chegar ao final de um objetivo cause isso. Passamos muito tempo tentando chegar nesse ponto, determinados, pensando no que a conquista representa, passando por diversos obstáculos. Não pensamos no depois, parece tão distante, parece que seremos completos com o objetivo cumprido. O problema é que o que nos completa, também esvazia. Perdemos o objetivo, perdemos o que nos desafiava a superar limites, o que exigia dedicação, a razão para levantar da cama todos os dias pela manhã. Dá desanimo, dá vontade de fugir, dá dor, dá luto. E agora, o que se faz?

O que se faz é encontrar um novo objetivo de vida, pra voltar a ter razões para levantar da cama de manhã, pra ter o que almejar e se dedicar, pra sorrir sozinha planejando como chegar lá. Dá fome, dá vontade de tomar as rédeas, dá vontade de voltar a viver.

Por enquanto ainda não tenho vontade de levantar da cama, não tenho fome, não tenho ânimo. Já tenho novo objetivo, já tenho novo plano de vida, o luto do objetivo anterior cumprido é que não tem me deixado agir, ainda pesa, ainda dói. Pode ser que leve um tempo, pode ser que amanhã eu acorde livre disso, pronta pra outra. Encerrar um ciclo é dolorido, difícil, leva tempo, aceitação. Tem que se trabalhado, tem que ser sentido. Não basta querer pra pular de um objetivo pra outro, tem que respeitar o tempo necessário para encerrar o ciclo devidamente. Pode levar um dia, dois, um mês, um semestre, mas vai ser encerrado. It's called moving on.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Sale el Sol

Estas semanas sin verte
Me parecieron años
Tanto te quise besar
Que me duelen los labios
Mira que el miedo nos hizo
Cometer estupideces
Nos dejó sordos y ciegos
Tantas veces
Y un día después de la tormenta
Cuándo menos piensas sale el sol
De tanto sumar pierdes la cuenta
Porque uno y uno no siempre son dos
Cuándo menos piensas sale el sol
Te lloré hasta el extremo
De lo que era posible
Cuándo creía que era invencible
No hay mal que dure cen años
Ni cuerpo que lo aguante
Y lo mejor siempre espera adelante
Y un día después de la tormenta
Cuándo menos piensas sale el sol
De tanto sumar pierdes la cuenta
Porque uno y uno no siempre son dos
Cuándo menos piensas sale el sol
Cuándo menos piensas sale el sol
Y un día después de la tormenta
Cuándo menos piensas sale el sol
De tanto sumar pierdes la cuenta
Porque uno y uno no siempre son dos
Y un día después, y un día después
Sale el sol
Y un día después de la tormenta
Cuándo menos piensas sale el sol
De tanto sumar pierdes la cuenta
Porque uno y uno no siempre son dos
Cuándo menos piensas sale el sol


PS: Show perfeito! :)

segunda-feira, 14 de março de 2011

Writing Songs About You

I can't believe you did it again
Walk by and took my heart with you
Why'd you have to look so good?
Don't you know I'm trying to hate you?

Trying to have a dream without you in it
But how can I put out this fire, when you're the one who lit it?

I can't wait for the day
I stop pretending I'm really ok when I'm not
I wanna know how it feels to be over you for real
Until I do I'll keep writing songs about you


I got a stack of papers so high
And it's all about you baby
Keep thinking maybe I can make sense of something crazy,
Something I can't get out of my head
I write your name, I write your name,
Then I tear it all to shreads

I can't wait for the day
I stop pretending I'm really ok when I'm not
I wanna know how it feels to be over you for real
Until I do I'll keep writing songs about you

And if you ever change your mind,
It won't be back again
I hope these songs will remind me
Why I shouldn't let you in

I can't wait for the day
I stop pretending I'm really ok cause I'm not
I wanna know how it feels to be over you for real
Until I do

I'll just wait for the day
I stop pretending I'm really ok when I'm not
I wanna know how it feels to be over you for real
Until I do I'll keep writing songs about you

http://www.vagalume.com.br/taylor-swift/writing-songs-about-you.html#ixzz1GdJ5SxiF